DSCF6292

SUL, SOL e SAL na BLOCO de NOTAS, em LOULÉ

DSCF6292A Praceta Nascimento Fernandes é um  braço que a cidade estende sobre os campos. A papelaria e livraria Bloco de Notas, na urbanização Jardins de Loulé n.3, loja 2, vizinha do animado Tertúlia e do Centro Hípico, é um espaço discreto onde a algazarra das cores é uma descoberta interior.

Na montra, paletes brancas exibem revistas, livros e cadernos e é o suficiente para percebermos o que o espaço nos oferece.  Artigos de papelaria vários, revistas, jornais, romances, tabaco, jogos infantis.

Ana é uma mulher de cultura e só a tenacidade de quem acredita nos valores do espírito poderia dar braços a uma odisseia como esta. As livrarias estão em crise, a proximidade de um hipermercado é um fator suficientemente inibidor para os mais cautelosos, e nem a proximidade de duas escolas, (note-se que a estrada que as serve é de sentido único e oposto à Bloco de Notas), convenceria a generalidade dos empresários.

A resposta aos novos hábitos de consumo está na diversidade de produtos que se encontram por ali. Se por um lado há uma aposta em artigos de interesse generalizado como é o caso dos jornais e revistas nacionais de maior difusão a Bloco de Notas dá especial atenção a nichos de mercado muito bem definidos. Nos artigos de papelaria encontra-se aquela agenda que foge à norma pelo rigor e pela qualidade, nas cartolinas, nas canetas, nos cadernos há sempre um produto que para além do seu caráter utilitário nos apela à emoção estética, nos desperta um afeto.

É claro que os mais saudosos do tempo das livrarias gostariam de ver as paredes forradas com estantes repletas de todo o género de livros. Encontrar ali canetas, agendas bases de secretária e todo aquele expediente de produtos que ocupavam os escritórios de outros tempos.

As realidades mudam e por isso não é de estranhar que na Bloco de Notas se abra espaço ao tabaco e a outros produtos como as pastilhas elásticas ou as gomas. É a condição que o mercado coloca a quem quer investir em produtos culturais.

Os livros que fazem a oferta inicial da Bloco de Notas estão em grande coincidência com os programas escolares. Os títulos que integram o Plano Nacional de Leitura convivem com livros de exercícios, gramáticas e dicionários.

Roma e Pavia, diz-se popularmente e com muito acerto, não se fizeram num dia. A Bloco de Notas é um espaço em construção, cujas fundações auguram futuro promissor. Assim a cidade seja merecedora de espaços que fogem à ditadura da grande distribuição.